sexo gratis sexo

InvestNE - "O seu portal de investimento e informações do nordeste".

Pesquisar

Pesquisar


Tamanho da Fonte

Segunda-feira, 01 de setembro de 2014

Hotnews

< Playback Play >

BNB encerra fórum com discussões sobre incentivo ao crédito

Segunda, 23 de Julho de 2012 11:44
Imprimir PDF E-mail

Último dia do evento contou com uma sessão especial: a Avaliação de Políticas Públicas de programas como Agroamigo e Crediamigo

 

Por Renata Nunes

bnbTerminou na sexta-feira (20), o XVIII Fórum BNB de Desenvolvimento, paralelo ao XVII Encontro Regional de Economia, realizados pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e a Associação Nacional de Centros de Pós-Graduação em Economia (Anpec). No último dia, o evento contou com uma sessão especial: a Avaliação de Políticas Públicas de programas como Agroamigo e Crediamigo. O objetivo foi detalhar o perfil de quem usufrui dos programas e a funcionalidade de sua utilização. Foi feito ainda, um comparativo da caracterização socioeconômica de pessoas do Semiárido e fora dele, visando entender as perspectivas de desenvolvimento para a área rural.


O superintendente do Etene-BNB, José Narciso Sobrinho, presidiu a mesa de discussões, com o objetivo de mobilizar a comunidade acadêmica e política em torno das questões relevantes para o desenvolvimento regional. A mesa contou com dois expositores: Gabriel de Abreu Madeira, Professor de economia da Universidade de São Paulo, USP, e Marcelo Neri, Chefe do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getulio Vargas.


Gabriel Madeira analisou a posição financeira de pessoas da área rural em uma pesquisa e concluiu que os indivíduos fora da região semiárida tendem a ser mais pobres e ter menos posses do que os que vivem dentro dela. Segundo Gabriel, em regiões rurais, quem trabalha na agricultura tem uma riqueza abaixo da média, enquanto o comércio faz lucrar acima da média no Brasil, já que o valor das vendas é bem superior ao valor dos rebanhos.


Os dois programas de microcrédito, Agroamigo e Crediamigo, foram os temas da pesquisa do professor Marcelo Neri. “O microcrédito no Brasil não tem prosperado a uma taxa razoável, mas para minha surpresa, o microcrédito prosperou mais no Nordeste e ultrapassou o país”, afirma Neri, que em sua pesquisa questionou a razão do microcrédito ter crescido mais na região mais pobre do país. Para ele, isso se dá justamente devido aos programas de incentivo ao microcrédito: o Crediamigo e o Agroamigo.


Neri afirma que o aumento no número de pequenos produtores no Brasil contribui para a redução da desigualdade de renda, que está diminuindo há 12 anos no país. De acordo com o pesquisador, o crédito para o microempreendedor brasileiro ainda é pouco. Porém, os programas de incentivo ao crédito já deram certo na região Nordeste, e seguem com três objetivos: potencializar os pequenos produtores, defender o consumidor e o consumo e promover consciência financeira para os microempresários.


Os programas visam, entre outras coisas, o desenvolvimento da região Nordeste, e as regiões semiáridas de Minas Gerais e Espírito Santo, porém a maior concentração de usuários está no Ceará, ao todo são 1,2 milhão de clientes. O lucro dos clientes do Crediamigo cresceu 93% no último ano, embora tenha caído 7,7% depois da crise europeia. De acordo com Marcelo Neri, os programas ajudaram no aumento da taxa de crescimento de renda per capita no Nordeste. Em 2011, a renda per capita aumentou 42% no Nordeste, contra 16% do Sudeste.


O XVIII Fórum BNB de Desenvolvimento aconteceu nos dias 19 e 20 de julho, em comemoração aos 60 anos do BNB.


Crediamigo:
O Crediamigo é um programa urbano de crédito, criado por um banco público que defende o microcrédito privado e trabalha com um grupo solidário visando alta sustentabilidade. Grupo solidário consiste na união voluntária e espontânea de pessoas interessadas em obter o crédito, assumindo a responsabilidade conjunta no pagamento das prestações. A taxa de inadimplência tem sido baixa e o programa conta com pouco subsídio. As mulheres constituem 2/3 dos usuários. O programa gera um lucro de 50 reais/ano, por cliente. As famílias que optam pelo programa lucram 13% ao ano. A maior concentração de clientes está no Ceará. O Crediamigo faz parte do Crescer - Progama Nacional de Microcrédito do Governo Federal - uma das estratégias do Plano Brasil Sem Miséria para estimular a inclusão produtiva da população extremamente pobre.


Agroamigo:
O Agroamigo é o Programa de Microfinança Rural do Banco do Nordeste, operacionalizado em parceria com o Instituto Nordeste Cidadania e com Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). A iniciativa visa à concessão de financiamento para área rural,  adotando metodologia própria de atendimento, cuja principal premissa consiste na concessão de crédito orientado e acompanhado. São 72 mil clientes no total com taxa de inadimplência, que chega a máxima de 10%, em períodos de estiagem, quando os usuários precisam arcar com custos de irrigação. A metodologia do Agroamigo foi desenvolvida tendo como base o modelo adotado pelo Programa Crediamigo, linha de microcrédito urbano já operacionalizada pelo Banco do Nordeste.

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Seu estado: Seu website:
Assunto:
Comentário:

Notícias em Destaque


Rua Dr. José Lourenço, 870 - Salas 505 a 508 - Edifício Consorte
Aldeota - Fortaleza/CE
CEP: 60.115-280
Fone ( 85) 3088.5504 / Fax ( 85) 3133.7751
comercial@investne.com.br
luizcarlos@investne.com.br

Fim da Página