sexo gratis sexo

InvestNE - "O seu portal de investimento e informações do nordeste".

Pesquisar

Pesquisar


Tamanho da Fonte

Sábado, 19 de abril de 2014

Hotnews

< Playback Play >

Cai número de famílias endividadas no Nordeste, afirma FecomercioSP

Segunda, 16 de Julho de 2012 11:09
Imprimir PDF E-mail

A região Nordeste foi a única onde houve redução do número de famílias endividadas entre 2010 e 2011

 

 

consumidoresDe acordo com a “Radiografia do Endividamento das Famílias Brasileiras”, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), 2,38 milhões (70,66%) das 3,37 milhões de famílias da região Nordeste encerraram 2011 com dívidas. O resultado representa um recuo de 2,14% em relação a 2010, quando havia 2,43 milhões de famílias endividadas. O cenário, entretanto, varia bastante de um Estado para outro, sendo que os números de São Luís e Natal destoaram do resultado geral.

 

Segundo o estudo, a capital brasileira que apresentou a maior redução na quantidade de famílias endividadas foi Aracaju, que tem 116.764 (75,84%) de suas 153.965 famílias nesta situação. Um recuo de 11,11% no total de famílias com dívidas no período. A Assessoria Técnica da FecomercioSP destaca que, em 2010, Aracaju era a cidade com o maior porcentual de famílias endividadas, eram 86,41%. Contudo, quando se fala em números absolutos, Aracaju não é a capital em que mais famílias quitaram suas dívidas. Este título cabe a Salvador, que viu 58.354 famílias acertarem suas contas e, agora, conta com 573.330 (66,25%) de suas 865.443 famílias endividadas. Uma queda de 9,24% em relação a 2010, quando 631.683 famílias se enquadravam nesta categoria.

 

São Luís e Natal foram as capitais do Nordeste onde o total de endividados mais cresceu, 18,76% e 12,94%, respectivamente. Entretanto, a capital com a maior proporção de famílias endividadas na região é Maceió, que conta com 207.399 (79,85%) de suas 259.744 famílias nesta condição. A capital alagoana é a terceira do País em quantidade de famílias endividadas.

 

Apesar de a quantidade de endividados ter recuado no Nordeste, a região ainda precisa melhorar em outros quesitos, já que abriga três das quatro capitais com a maior proporção de inadimplentes: Aracaju (1°), São Luís (2°) e Salvador (4°) tem 42,19%, 36,27% e 33,75% de suas famílias com contas atrasadas. Além disso, também se encontram no Nordeste as capitais onde as famílias comprometeram a maior parcela da renda para o pagamento das dívidas: em Natal, Maceió, Teresina e Aracaju, as famílias comprometeram, respectivamente, 38,14%, 36,56%, 36,39% e 35,56% de seus recursos com as dívidas que assumiram. De acordo com os economistas mais conservadores, esta taxa não poderia ser superior a um terço da renda das famílias, ou 33,33%.

 

De modo geral, o nível de endividamento aumentou no Brasil. De acordo com a “Radiografia do Endividamento das Famílias Brasileiras”, 62,5% das famílias estão endividadas, um crescimento de 6,39% entre 2010 e 2011. O volume da dívida também aumentou, e muito, 11,57%. Em 2010, as famílias deviam R$ 145,14 bilhões e agora este montante é de R$ 161,93 bilhões, ou R$ 13,49 bilhões por mês.

 

A relação dívida/renda recuou de 29,53% para 29,49%. Outros resultados positivos detectados pela FecomercioSP foram a redução de 2,02 p.p. no número de famílias inadimplentes, que hoje representam somente 22,9% do total, e a retração de 0,9 p.p. no total de famílias que afirmam não ter condições de pagar total ou parcialmente suas dívidas, que hoje são 8% da população.

 

O destaque negativo foi o aumento de 2,4 p.p. na taxa de juros – que também pode ser encarada como o preço do crédito –, que custaram às famílias um desembolso adicional de R$ 42,3 bilhões no ano. No total, foram R$ 183,5 bilhões gastos com juros. Montante que poderia ter ampliado o consumo das famílias e, consequentemente, alimentado a cadeia produtiva, estimulado a geração de emprego e renda e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB).

 

 

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Seu estado: Seu website:
Assunto:
Comentário:

Notícias em Destaque


Rua Dr. José Lourenço, 870 - Salas 505 a 508 - Edifício Consorte
Aldeota - Fortaleza/CE
CEP: 60.115-280
Fone ( 85) 3088.5504 / Fax ( 85) 3133.7751
comercial@investne.com.br
luizcarlos@investne.com.br

Fim da Página